Sem aceitação

Onde buscar maravilhamento para um desencanto
Nas águas turvas lamacentas sonhando ter alegria?
Vagar pela vida procurando algo ou qualquer encanto
Negociando moedas de afeto como fosse joia e pedrarias

Pessoas relatam situações exalam  podridão
Ninguém ama apenas toleram-se em taças de rancor
Suas almas e vidas em jornadas de doença e solidão
Perdem-se nas mentiras num poço sujo e profundo de dor

Todas as  historias e fatos momentos belos e agradáveis.
Do dia anterior da semana antes do anterior ficam sem sentido.
`E como viver num lugar medíocre onde habitam os esquecidos

Passam-se o tempo ..Eu continuo fincada no chão
Confundo até maldades com afetividade
Aceitar suas misérias é preciso. Na jornada da continuidade

Nenhum comentário: